Arquivo do mês: agosto 2010

Gaste menos do que você ganha!

10 dicas para você cuidar do seu orçamento: http://bit.ly/97G4og

Publicado em Uncategorized | Marcado com | Deixe um comentário

Julgados da semana

STF 12:20 – Acusado de sonegar mais de R$ 28 mi em combustível continuará preso 12:01 – STJ deve julgar nesta quarta-feira (25) recursos sobre planos econômicos 11:17 – FGTS para empregado rural da agroindústria só após 88 10:11 – … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

[…] Nietzsche (…) denunciou a transformação de pessoas em peças anônimas da engrenagem global de interesses e a manipulação de corações e mentes pelos grandes dispositivos formadores de opinião. […] GIACÓIA JUNIOR, Osvaldo. Nietzsche como psicólogo. (2004) – São Leopoldo: editora Unisinos. p. 11

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A crise segundo Einstein

“Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A crise segundo Einstein: “Não pretendemos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar “superado”. Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas em soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la”

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário